quinta-feira, setembro 29, 2011

E seu eu não tivesse ido à discoteca naquela noite? E se eu não estivesse em casa naquele dia? E se não nos tivéssemos encontrado nos semáforos naquela tarde? Como seria hoje a minha vida?

























Foi para mim um dia memorável, pois exerceu sobre mim grandes mudanças. Mas o mesmo sucede em qualquer vida. Imagine eliminar-lhe um determinado dia e pense no quão diferente o seu curso teria sido. Detenha-se, você que lê isto, e pense por um longo momento nas longas cadeias de ferro ou ouro, de espinhos ou flores, que jamais o teriam aprisionado, não fosse a formação do seu primeiro elo nesse dia memorável.
Charles Dickens, Grandes Esperanças


[Dá que pensar, não dá?]

8 comentários:

  1. Eu sempre tive esta mania... até chegava a pensar: e se eu tivesse vestido esta roupa em vez daquela??

    ResponderEliminar
  2. Eu e o boyfriend falamos muitas vezes na coincidência que foi o nosso encontro: uma tripeira e um alfacinha conhecerem-se em Albufeira. Eu digo-lhe que passados 9 anos ainda estarmos juntos é que não é fruto do acaso, mas da minha paciência, ehehehehe

    ResponderEliminar
  3. Penso nisso muitas vezes. Acho mesmo fascinante... pequenos detalhes, pequenos pormenores que nos fazem estar naquele sítio, àquela hora e por consequência conhecer aquela pessoa, ter aquela conversa. Não acredito muito no 'acaso', devo confessar, daí achar ainda mais fascinante pensar sobre isto.

    ResponderEliminar
  4. Um momento que muda tudo, para sempre.

    ResponderEliminar
  5. Ai, ai... dá que pensar mesmo.

    Vi um filme uma vez sobre isso e se não me engano era com o Gwyneth Paltrow. Uma simples coisinha no nosso dia mudava o futuro completamente.

    ResponderEliminar
  6. Tens toda a razão! O meu marido vivia a 500m de mim, dava para ver a janela de casa dele da minha e não nos conhecíamos! Se naquela noite não andasse meio deprimida por ter acabado uma relação e não tivesse ido tomar café com a minha prima (ainda por cima ela já o conhecia há anos) e se ela não nos tivesse apresentado?? Dá que pensar!!

    ResponderEliminar